Henrique Pires condena ação de Guedes contra o João Henrique e o Sistema S

O deputado Henrique Pires (PMDB) condenou na quarta-feira (03) o movimento que pretende a destituição do ex-ministro e emedebista João Henrique Sousa da presidência nacional do Sebrae.

“É um dos quadros mais experientes que o MDB nacional tem e do Piauí também, que é o ex-ministro João Henrique, que está sendo destituído e eu sinceramente não entendo qual é a visão de setores do Sistema S que mudam de comando apenas para fazer uma destituição. Ele foi eleito ano passado com 14 votos contra um e agora é destituído com onze votos porque fizeram mudança”, defendeu Henrique Pires.

A mudança segundo ele ocorreu porque o ministro da Economia, Paulo Guedes, insiste em perseguir o Sistema S. O deputado alertou que o ministro deve ter cuidado porque muitos que se acharam poderosos em Brasília foram esvaziados.“Cuidado que quando a gulodice é grande ela engole o homem”, alertou o deputado, lembrando que pela primeira vez na história um homem do Piauí e do Nordeste é eleito presidente nacional do Sebrae. “Junta-se o preconceito, com a vontade do ministro de perseguir o Sistema S”, afirmou o parlamentar.

O deputado também defendeu a retirada dos animais nas rodovias estaduais do Piauí. A Polícia Rodoviária Federal aumentou a fiscalização nas estradas devido ao grande número de acidentes que vem ocorrendo por conta da presença dos animais.

Dados da PRF mostram que entre 2017 e 2018 houve um aumento de 200% no número de animais apreendidos nas rodovias e somente nos três primeiros meses deste ano já foram registradas cinco mortes envolvendo acidentes com animais. Em 2019 a PRF já recolheu 197 animais, mas em muitos casos o dono do animal apreendido volta a soltar o animal nas estradas.Segundo o deputado os criadores agem com irresponsabilidade ao soltar os animais na estrada e disse que irá apresentar um requerimento na Assembleia Legislativa para solicitar ao DER (Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí) para que haja mais rigor na fiscalização e a retirada de jumentos, cavalos, bois no leito das rodovias.

Fonte: Ascom/Alepi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *