Lula pede para ir ao velório do irmão Vavá, no cemitério de São Bernardo

Genival Inácio da Silva morreu aos 76 anos, vítima de câncer

Ricardo Brandt, Luiz Vassallo, Igor Moraes e Fausto Macedo
Estadão

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu à juíza Carolina Lebbos, da Vara Federal de Execuções Penais de Curitiba, para comparecer ao velório de seu irmão, Genival Inácio da Silva, o Vavá, falecido nesta terça-feira, dia 29. O petista está preso para o cumprimento de sua pena de 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso triplex, investigado pela Operação Lava Jato.

Os advogados alegam que o pedido deve ser julgado com urgência, pois o velório de Vavá deve começar ainda hoje. Segundo a petição, o sepultamento do irmão do ex-presidente está previsto para acontecer na manhã desta quarta, dia 30. O enterro de Genival e o velório de Genival acontecerão no Cemitério Paulicéia, em São Bernardo do Campo (SP).

ARGUMENTO – “O pedido se pauta por clara correlação fática à previsão legal, que expressamente prevê o direito do cidadão em situação de encarceramento sair temporariamente do estabelecimento em que se encontra na hipótese de falecimento de irmão — como é o caso — dentre outras”, afirmam os advogados do ex-presidente.

Na petição, a defesa usa como argumento para liberação a decisão do juiz plantonista Vicente de Paula Ataide Júnior, que negou um pedido de Lula para ir ao enterro do advogado e ex-deputado federal Luiz Carlos Sigmaringa Seixas, em dezembro.

“Certo é, portanto, que o Peticionário cumpre os requisitos objetivos previstos em lei para a permissão de saída”, afirma a defesa.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG 
– Os advogados parecem não ter o menor juízo. Sinceramente, é arriscado dar autorização para saída de um réu como Lula. Terá de haver policiamento ostensivo, porque ninguém pode prever o tumulto que aconteceria no cemitério de São Bernardo, com a presença de Lula, acompanhado de toda a imprensa escrita, falada e televisada, e milhares de petistas em volta. (C.N.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *